Como lidar com ciúmes entre irmãos pequenos

Publicidade:

Aprenda lidar com o ciúme pelo irmãozinho que vai chegar!

Quando é anunciada a gravidez da mãe, o filho que brevemente ganhará um irmão passa por uma transformação. Para que possa entender o que está acontecendo, diversas conversas e contato mais próximo serão necessários. E, quando o bebê nascer e ele perceber que há outra pessoa precisando de mais cuidado do que ele, e que precisa inclusive dos seus próprios cuidados, uma nova fase iniciará na família e no crescimento cognitivo dessa criança. Por mais difícil que possa parecer, esse fato é muito mais benéfico do que imaginamos.Ciúmes-do-Irmão-Mais-Novo O problema aparece logo!

Logo na chegada do seu irmãozinho mais novo, já é possível perceber no irmão ou irmã mais velha a estranheza e a expressão de dúvida sobre os dias que virão, e sobre como será o relacionamento dessa nova família. No início os sintomas de ciúmes serão comedidos e tímidos, mas com o passar do tempo os acessos de ciúmes ganharão nova dimensão e atitudes nada agradáveis.

►►►  Cuidando do bebê: a importância do toque para o bebê

Choros recorrentes e birras que antes não aconteciam podem ocorrer, e é quase certo que isso ocorra mesmo. Além disso, a criança mais velha poderá regredir seu comportamento, voltando a tomar atitudes que há tempos havia superado, com um retorno repentino à chupeta, à mamadeira ou até vontade de mamar no peito da mãe.

Essas atitudes nada mais são para demostrar sua insatisfação com sua perda temporária de atenção total, e ele tentará ao máximo chamar a atenção dos pais para isso. Os pais, por sua vez, deverão agir com extrema paciência, mas com firmeza e clareza para que a criança não se ache na razão de estar fazendo aquilo.Ciúmes-do-IrmãoComo resolver?

Publicidade:

As pequenas conversas devem ser intensificadas e a criança deverá sofrer até alguns castigos se necessária, para mostrar justamente que os pais não estão satisfeitos com a sua atitude, e que a desaprovam por completo. Mas as conversas são importantíssimas, com toda a família presente, para que a criança entenda que todos estão do mesmo lado, e não há qualquer competição por atenção ou carinho.

►►►  Como escolher uma boa babá?

Essa criança poderá entender aos poucos que seu irmãozinho ou irmãzinha precisa de muitos cuidados e é muito frágil ainda, como ela também já foi um dia. Mas o ponto que poderá virar o jogo e unir a família por completo é a atribuição de responsabilidade ao irmão.

Dizer-lhe e mostrar-lhe que a pequena criança que acaba de nascer precisa também da sua ajuda, e que seu papel de irmão é essencial para que ela seja feliz e que todos convivam bem. Isso fará com que essa criança passe de rebelde a orgulhosa de si mesma, sabendo que já superou a fase de fragilidade extrema, e que por ter superado com sucesso, agora pode ajudar quem mais precisa.

A chegada de um irmão é muito benéfico para a criança, e lhe ensinará muitos aspectos da convivência em família e em grupo, da colaboração e da doação comum à todos os membros do grupo. Toda transformação é difícil, mas essa fase difícil é essencial para o crescimento de todos, e a paciência e compreensão serão os guias dessa família na busca da tranquilidade no lar.

►►►  Como descobrir o sexo do bebê

 

Você também vai gostar desses...