Como lidar com a insegurança de ser mãe solteira

Publicidade:

Saiba como lidar com a insegurança de ser mãe solteira:

No momento que sabem da existência de uma vida no ventre das companheiras ou namoradas, muitos homens preferem se isentar da responsabilidade do cuidado, ou simplesmente somem vez ou outra. Fora essa ocasião muito comum no nosso país, há muitas outras situações que criam esse difícil quadro de mãe solteira. Mais que um desafio, é uma tarefa sagrada de dedicação exclusiva e abdicação. Mas que deve ser permeada de cuidados, para que mãe e filho passem por todas as fases juntos, unidos e sem traumas.Mãe-SolteiraLidando com a insegurança

A maioria das mães solteiras é jovem. E essa juventude compartilhada pelo pai da criança, é a maior causa desse abandono paterno e desse medo da responsabilidade de cuidar de uma criança apresentado por eles. Por isso, a insegurança da mãe (muitas vezes recém-saída da adolescência) soma-se à já insegurança de menina, e isso resulta em uma mãe com dúvidas sobre a sua capacidade de cuidar daquele bebê, que parece aos olhos dela como uma enorme responsabilidade. Mas o que a mãe deve pensar nesse exato momento é que ela foi preparada para isso, com seu corpo e aspectos psicológicos trabalhados pela natureza para que um dia pudesse ser mãe.Mãe-Solteira-Como-Proceder

►►►  Como contar para os pais sobre uma gravidez indesejada

E, mais do que uma tarefa natural ou divina que essa mulher recebeu, será um trabalho e dedicação que ela vai poder se orgulhar para o resto da sua vida, quando acompanhar cada pequeno crescimento da criança. Por isso, a mãe solteira deve vencer em primeiro lugar a si mesmo, para depois poder vencer seus desafios diários. Dias complicados virão, sem a ajuda financeira, emocional e prática de um homem por perto. Mas as mães solteiras devem incorporar a mãe e o pai daquela criança, para que não haja nenhuma falha na sua formação de caráter e sociabilidade.

Delegando responsabilidades

Uma das primeiras coisas que uma mãe solteira procura fazer quando pode, principalmente aquelas que devem trabalhar para sustentar seus filhos (já que o pai da criança está ausente), é deixar os filhos com alguém, para que cuide enquanto a mãe estiver fora. Essa é uma atitude muitas vezes inevitável, mas que deve ser evitada ao máximo.

►►►  Dicas de sutiãs para amamentação

A rotina da criança com a mãe será importantíssima no seu crescimento, e a adequação da educação que a outra pessoa dará à criança com as expectativas da mãe dificilmente acontece. Isso pode gerar um conflito de valores entre a criança e a mãe, e não haverá valores coerentes de certo e errado para essa nova personalidade em formação. Por isso, se você tem que deixar seu filho com outra pessoa, oriente-a bem e combine as regras, para que nenhuma das partes sinta-se ofendida em qualquer resolução ou ordem dirigida à criança.

Publicidade:

E, por mais que isso seja difícil, procure passar todo o seu tempo livre com seu filho, e de preferência dias inteiros. Faça viagens com ela, só a criança e você, para estreitar suas relações com ela e fortalecer a harmonia.

 

Você também vai gostar desses...