Como manter equilíbrio nas relações familiares em tempos de internet

Publicidade:

Família e felicidade são sinônimos? Essa é uma das perguntas que desde a criação do conceito família, o homem vem perguntando a si mesmo. É também uma das dúvidas que mais gera debates acalorados entre aqueles que não desejam se adaptar ao modelo que faz com que a humanidade consiga viver no meio do caos.

Amigos-e-Familiares-na-Internet
Há quem diga que família feliz somente existe em porta-retratos. A verdade é que não existe felicidade sem família. E nenhuma das duas vem de graça. A construção de uma família requer não somente a disposição de abdicar do individual, fazendo inúmeras renúncias diárias, mas também de querer manter um relacionamento saudável e equilibrado mesmo nas situações de mais intempéries com aqueles com quem se convive.Casal-na-Internet

É certo que família também é sinônimo de conflitos entre gerações, manifestação de diferenças e relações de poder. Assim como na letra de uma famosa canção “família, papai, mamãe, titia, jantam junto todo dia, nunca perdem esta mania”, manifestações de diferenças entre gerações e gêneros são constantes em qualquer relação familiar.Conversa-Entre-Pai-e-Filho

E elas não são nada fáceis de serem administradas. É muito difícil em qualquer escala social encontrar alguém que não faça ao menos um comentário sobre os problemas nas relações entre marido e mulher, pai, mãe e filhos, agregados, que por vezes, estão sob o mesmo teto. As opiniões em relação a diferentes assuntos se manifestam na mesa do jantar, os comentários se inflam e os egos, inflamam. O desequilíbrio nas relações se estabelece como sendo verdade única e individual, em detrimento do coletivo. Contudo, isto não vale a pena.Familia-em-Tempos-de-Internet

►►►  Como manter um relacionamento saudável e sem ciúme

Mas, é importante também que alguém aprenda a ceder no turbilhão que é uma família. Os valores de jovens e adultos, homens e mulheres costumam divergir sempre. Os jovens porque estão em fase de descoberta e afirmação da própria personalidade. Os homens e as mulheres porque vivenciam uma mudança cultural nos padrões estabelecidos. As disputas de poder costumam surgir com mais significância e, e nesse momento que a ponderação deve sempre prevalecer para o bem estar de todos que vivenciam esta relação familiar.Filhos-Mexendo-na-Internet

Manter posturas do tipo “linha dura” não funcionam mais na sociedade em quem vivemos. Contudo, isto não é tarefa nada fácil, uma vez que alguém tem de ceder em suas convicções, fazendo valer não apenas um direito, mas o de todos. Conflitos são inevitáveis, mas palavras de ordem como amor, ternura, afeto apartam os conflitos, oferecem segurança aos filhos que crescem em ambientes saudáveis e se tornam adolescentes e  adultos mais confiantes e seguros de si.

►►►  Autoajuda: Como solucionar problemas conjugais no casamento e viver feliz

E como manter esse tão desejado equilíbrio nas relações familiares em tempos de internet? Vale lembrar que popularizada há pouco mais de 20 anos, a internet – a grande rede que liga os computadores mundiais – não apenas transpôs as barreiras de distâncias entre as pessoas, como também modificou drasticamente a forma delas se relacionarem. Se antes para conhecer novos pares, encontrar novas amizades, relacionamentos amorosos estáveis ou não, o eram as tentativas efetuadas a partir do próprio círculo social, hoje basta que seja feito um cadastro rápido em algum dos muitos sites de relacionamentos para que uma chuva de novas possibilidades recaia sobre um perfil ou endereço eletrônico.Filhos-Usando-a-Internet

Diversas redes sociais surgiram a partir dos anos 2000. Primeiro foi o Orkut o qual criou uma verdadeira comoção – e aproximação – entre pessoas no mundo inteiro. E sem dúvida alguma, a rede com mais força e que, segundo especialistas em mudanças comportamentais, não está nem de longe com os dias contados é o Facebook, o qual mudou, ainda mais, o modo de se relacionar com o mundo. Nas redes sociais, são disponibilizadas para todos, sem nenhum pudor, intimidades e informações. O que antes era privado passou a ser público. Há muitos amigos, conhecidos, seguidores, curtições (ou não), e nada e nem ninguém publica sem ser notado. Criou-se, portanto, a maneira mais arrojada e distinta de se relacionar: por meio da cybercultura. E muitas vezes lavação de roupa suja entre membros de uma família também pela rede social.Pais-na-Internet

►►►  Como gerir os diferentes tipos de relacionamentos mantendo o equilíbrio

Vê-se que os tempos mudaram e a internet (e as redes sociais) mudou definitivamente os comportamentos das pessoas. Há quem diga que por meio de redes sociais é mais fácil encontrar amigos e, principalmente, amores duradouros. Pesquisas realizadas recentemente em universidades norte-americanas puderam comprovar que 75% dos relacionamentos amorosos iniciados através da internet têm muito mais chance de serem duradouros.Relacionamento-Com-a-Familia

Outra questão que tem sido muito observada e discutida é o tempo que membros de uma família passam navegando na internet, em seus smartphones, tablets, notebooks, e se esquecem de ter uma participação mais efetiva familiar. À mesa, durante as refeições, alguns casos chegam até mesmo a chocar os mais moderninhos: membros de uma mesma família que se comunicam por meio de seus aparelhos eletrônicos.Relacionamento-da-Familia

Os tempos mudaram, a família mudou. Mas é importante que o homem não mude a sua forma de se integrar em família – convivendo de fato com o outro.

Publicidade:

Relacionamento-da-Familia-Com-a-Internet Relacionamento-da-Familia-em-Tempos-de-Internet

Você também vai gostar desses...