História dos sapatos de saltos altos e das sandálias da renascença até o século XX

Publicidade:

O costume de usar sapatos de saltos altos entre as mulheres é antiga. Estima-se que os sapatos de saltos altos tenham surgido há cerca de três milênios. Em escavações feitas pelos arqueólogos foram encontrados modelos de sapatos de saltos altos e sandálias em diversas tumbas de reis e nobres ainda no antigo Egito. Os sapatos de saltos altos eram um dos elementos que faziam distinguir as classes sociais, portanto, quanto mais altos mais nobres eram as pessoas que os usavam.Sapato-HistóriaJá em épocas menos remotas, pode-se dizer que a introdutora do hábito de usar sapatos de saltos altos e sandálias no mesmo estilo teria sido introduzida por Catarina de Médici. Esta quando foi se casar com Henrique II, antes de seguir em viagem à França, teria encomendando modelos de sapatos com saltos bem altos a um artesão italiano, que para Catarina, confeccionou modelos que pudessem deixá-la bem na mesma altura de seu futuro marido.  Catarina tinha uma altura bem aquém de Henrique. Os modelos de sapatos de saltos altos de Catarina se tornariam uma febre entre as mulheres de sua estirpe.

►►►  Os dez modelos de sapatos que as mulheres mais gostam

Já no século XVII, os sapatos de saltos altos e as sandálias serviam para identificar, segundo o Parlamento Inglês, as mulheres que fossem ligadas aos processos de “feitiçaria”. Segundo alguns homens, os saltos eram mecanismos para seduzir os homens e levá-los ao altar. Isto porque, os sapatos de saltos altos e as sandálias serviam para elevar os balões das saias dos vestidos. Dessa maneira, era possível ver uma pequena parte das pernas das mulheres. Toda mulher que usasse saltos altos era, portanto, punida severamente.História-SapatoDurante os anos que se seguiram, os saltos, mesmo banidos em algumas localidades, acabaram se popularizando. Nos Estados Unidos, por exemplo, durante o século XIX, eram importados da França e seguiam diretamente para os bordéis. O sucesso dos saltos altos era tão imenso, que os homens preferiam as mulheres dos bordeis que estivessem fazendo uso dos modelos.

No século XX, os feitios dos sapatos deixaram de caber com exclusividade aos antigos artesãos e passaram a ter uma produção mais seriada, em especial entre os modestos sapateiros, que em suas casas mantinham pequenos quartos que usavam como sapatarias – locais onde se fabricavam os sapatos por encomendas. A indústria de sapatos, tal com se conhece hoje, teve início nos Estados Unidos, país que nunca renegou o uso de sapatos com saltos altos. As grandes lojas de sapatos somente viriam a despontar por volta dos primeiros anos do século XX.

►►►  Maneiras infalíveis de amaciar os sapatos femininos

 

Publicidade:

Você também vai gostar desses...