Okinawa, dicas para curtir essa diferente cidade

Publicidade:

Localizada entre Kyushu, a mais meridional das quatro grandes ilhas japonesas, e Taiwan, o antigo reino de Ryukyu representava uma encruzilhada comercial entre os povos malaios, chineses e nipônicos, está Okinawa. Um arquipélago diferente de tudo o que se possa imaginar o Japão. Com uma cultura própria, com um dialeto distinto do japonês moderno, o arquipélago atrai boa parte dos turistas por conta de suas praias de areias brancas e águas azuis, encostadas junto a mega resorts, ou em ilhazinhas completamente isoladas.Linda-Okinawa O arquipélago é dividido em três grupos menores de ilhas: Okinawa – onde estão a capital Naha e as ilhas Kerama, Tokashiki, Ie e Kume -, Miyako e Yaeyama – formada pelas ilhas Iriomote e Ishigaki. Mas vale ressalatar que cada uma delas é bem distinta uma das outras. É praticamente impossível em uma só viagem, andar por todas elas, portanto vale a pena aproveitar bem uma estada mais alongada em uma ou duas delas, dois dias ou três é considerado muito pouco para aproveitar bem as ilhotas.Okinawa Para chegar até Okinawa, o trajeto é via aérea. O principal aeroporto de Okinawa é o de Naha, conectado com voos vindos de Tóquio, Kyoto, Osaka, Sapporo, Nagoya e Fukuoka e também serve para destinos no exterior, vindos da Coreia do Sul, China e Taiwan, principalmente. Companhias como JAL e ANA são as que operam mais serviços para Naha, um mini-hub local, voando para as demais ilhas do arquipélago.Okinawa-Arquitetura Outra alternativa para chegar à Okinawa é via o ferry boat. H´pa um trecho bastante popular entre Kagoshima, no sul de Kyushu, a Naha.Okinawa-Belo-Lugar Há muito o que ver em Okinawa. Então, estando na capital Naha, inicie uma exploração pelas ilhas. São necessários dois ou três dias na cidade para conhecer alguns pontos importantes, como: o Castelo Shuri, listado como patrimônio da humanidade pela Unesco; visite ainda lugares relacionados à II Grande Guerra em Himeyuri. Daí, siga ao norte e aproveite os arredores de Nago, incluindo a ilha Le, por mais dois ou três dias. Passe alguns dias em um arquipélago mais distante, como Miyako, Yaeyama ou Kume, dá para aproveitar bem as águas cristalinas do mar e a cultura local.Okinawa-Lindo-Lugar Há muito o que fazer em Okinawa. Nas praias kite e windsurfe, velejar, passear de caiaque, mergulhar em alguns dos mais fantásticos e ricos ambientes marinhos do planeta ou simplesmente ficar sob o sol. Há ainda muitos ateliês de cerâmicas e artesanato, bem como academias de karatê.Okinawa-Maravilhoso Existem vários restaurantes que possuem cardápios em inglês e outros não aceitam estrangeiros, as duas promovidas pela mesma razão: a presença maciça de militares americanos baseados em bases aeronavais, instaladas aqui desde o fim da II Grande Guerra.

Publicidade:

►►►  Conheça o Vietnã, um belo país asiático para visitar

Okinawa-Maravilhoso-Lugar Paisagem-Linda-de-Okinawa Passear-em-Okinawa Praia-em-Okinawa Praia-Linda-de-Okinawa Praias-em-Okinawa Restaurante-em-Okinawa Turismo-em-Okinawa Turismo-Okinawa Vista-de-Okinawa

Você também vai gostar desses...